Menos é Mais grava clipe para o single inédito “Adorei”


Grupo de Brasília lança faixa na próxima quinta (29) e clipe na sexta (30) pela Som Livre, fazendo esquenta para novo álbum

Menos é Mais grava clipe para o single inédito “Adorei” 2020
Crédito Ricardo Ribeiro/Divulgação Som Livre

Saudades de um pagode inédito do Menos é Mais né minha filha? Então se prepara, que o grupo está chegando com novidades! Nesta semana, Duzão (vocalista), Gustavo Goes (percussionista), Jorge Farias (percussionista), Paulinho Félix (percussionista) e Ramon Alvarenga (percussionista) se reuniram para gravar o clipe do single inédito “Adorei”. A canção, que traz uma pegada romântica, ganha uma produção à sua altura, com direito a serenata e até pedido de casamento. A trama retrata uma história de amor de forma alegre e atual, que começa com olhares num pagode e termina com um ‘sim’ no altar! O videoclipe, com direção de Lucas Romor e produção da Clã Filmes, traz os atores Kizi Vaz e Leonardo Castro como protagonistas.

O lançamento do single “Adorei” será pela Som Livre na próxima quinta-feira, 29 de outubro, em todas as plataformas de música, enquanto o clipe sai no dia seguinte, 30, no canal do YouTube do grupo. A faixa faz parte do novo álbum do Menos é Mais, que está em produção e tem previsão de lançamento no formato de EP’s para este ano ainda.

Sobre o “Menos é Mais”

O Menos é Mais, formado em Brasília em 2017, é atualmente uma das maiores revelações da música nacional de 2020. O grupo ganhou popularidade devido aos seus expressivos números no digital e em audiência em lives durante a quarentena, comparticipações de nomes como Ferrugem e Tiee. Alguns famosos, como os jogadores de futebol Neymar, Thiago Silva, Marquinhos e Roberto Firmino, já se declaram fãs e acabaram ajudando a impulsionar o alcance do trabalho da banda, formada pelos integrantes Duzão (vocalista), Gustavo Goes (percussionista), Jorge Farias (percussionista), Paulinho Félix (percussionista) e Ramon Alvarenga (percussionista). Com o sucesso na Internet, o Menos é Mais entrou para o mesmo escritório de Mumuzinho e Dilsinho, assinou com a Som Livre e prepara seu primeiro álbum com músicas autorais e inéditas. O grupo também foi indicado pela primeira vez ao Prêmio Multishow 2020, na categoria “Experimente”.


Com um repertório que mescla regravações e músicas autorais, com poucos anos de carreira os números do Menos é Mais seguem impactantes: são mais de 3 milhões de ouvintes mensais nas plataformas de música, quase 2 milhões de inscritos no canal oficial do grupo no YouTube, que já conta com mais de 480 milhões de visualizações. Só o medley do projeto ‘Churrasquinho do Menos é Mais’, com as canções “Melhor Eu Ir”, sucesso na voz de Péricles, “Ligando Aos Fatos”, do grupo Pique Novo, “Sonho de Amor”, do grupo Nosso Sentimento, e “Deixa Eu Te Querer”, de Gustavo Lins, acumula mais de 230 milhões de views na plataforma de vídeos.

Sobre a Som Livre

Sempre em busca de novos talentos e de portas abertas para diferentes vertentes musicais, há mais de 50 anos a Som Livre é responsável por apostar e lançar diversos nomes de sucesso no mercado. Hoje a Som Livre é muito mais do que uma gravadora, é a maior empresa nacional produtora de conteúdo e marketing musical.

Seja qual for a plataforma de lançamento, a Som Livre se faz presente como a trilha sonora de momentos especiais, refletindo assim as preferências e hábitos do público brasileiro. Durante sua história, a Som Livre lançou nomes importantes da música no país, como Djavan, Barão Vermelho, Cazuza e atualmente possui os maiores nomes da música nacional. Na linha de shows, a empresa é detentora de grandes festivais e eventos, como Festeja, Samba Demais, Destino Música e Arena Pop, além de assinar projetos para outras marcas, como o Glacial Fest, da Heineken. 

No time de sertanejo e forró da Som Livre estão nomes como Marília Mendonça, Jorge & Mateus, Maiara & Maraisa, Wesley Safadão, Michel Teló, Zé Neto & Cristiano, César Menotti & Fabiano, Mano Walter, Xand Avião e Raí Saia Rodada. O samba e o pagode são estrelados por nomes como Thiaguinho, Alexandre Pires, Raça Negra, Tiee e o grupo Menos É Mais. A MPB é representada por Ney Matogrosso, Novos Baianos, Erasmo Carlos, João Bosco e no selo slap estão artistas como Maria Gadú, Marcelo Jeneci, Céu e Scalene. O pop e o funk trazem os fenômenos Lexa, Kevin O Chris, MC Kekel e a dupla Carol & Vitoria, enquanto o cast de rap carrega artistas como Edi Rock, Haikaiss e Filipe Ret. O selo austro de música eletrônica é formado por Bhaskar, Mojjo, Ralk e Samhara. E Ton Carfi, Davi Sacer e Clovis Pinho representam o gospel da Som Livre.

Som Livre, há mais de 50 anos a trilha sonora da sua vida.


DEIXE SEU COMENTÁRIO



PODERÁ GOSTAR TAMBÉM: